Como evitar acidentes domésticos com crianças.

Por Assessoria de Imprensa

O modo como as crianças vêem o mundo é bem diferente do nosso, e por conta disso muitos acidentes domésticos ocorrem. É necessário que pais e responsáveis saibam que possíveis acidentes podem ser evitados com medidas simples de
segurança.

Os pequenos aprendem com o exemplo dos pais. São eles que precisam orientar os filhos sobre precauções com a segurança dentro e fora de casa.  Parecem sem importância, mas os cuidados precisam fazer parte do dia-a-dia de forma preventiva, como uma vacina.

Dessa forma preparamos algumas dicas simples, que
irão garantir mais segurança aos pequeninos.


1.  Instale grades ou redes de proteção nas janelas, sacadas e mezaninos.

2. Não deixe cadeiras, camas e bancos perto de janelas, pois as crianças podem escalar e se debruçar. O mesmo vale para móveis baixos perto de estantes e armários altos.

3. Instale portões de segurança no topo e pé das escadas. Se a escada for aberta, opte por redes ao longo dela.

4. Cuidado com chão liso e tapetes. Não encere o piso e providencie antiderrapantes nos tapetes para evitar escorregões.

5. Produtos de limpeza devem estar em locais isolados, no alto e longe do alcance das crianças.

6. Crianças com menos de seis anos não devem dormir em beliches. Se não houver outro local, instale grades de proteção nas laterais.

7. O uso de andadores não é recomendado, pois pode comprometer o desenvolvimento e causar sérias quedas.

8. Quando for trocar fralda, mantenha sempre uma mão segurando o bebê. Nunca deixe um bebê sozinho em mesas, cama e outros móveis, mesmo que seja por um instante.

9. Proteja as tomadas com protetores específicos. São baratos e facilmente encontrados em supermercados e lojas de produtos infantis. Além disso, oriente seu filho a não colocar o dedo na tomada, pois ele pode frequentar outros locais que não tenham a proteção.Cuidado: as queimaduras elétricas podem ser graves, expondo a criança ao risco de morte e a sequelas.

10. Cuidado com panelas em cima do fogão procure sempre deixar o cabo das mesmas para dentro.

 

 

 

 

CASA SEGURA PARA A MATURIDADE.

Por Assessoria de Imprensa

Você que já tem muita história pra contar e já viveu grandes aventuras, concorda que chega uma fase da vida que a visão não funciona direito, a audição muito menos e os reflexos nem se fala?

A pele fica mais sensível e o corpo já não tem mais a mesma resistência que antes. Mesmo assim você tem disposição e vai fazer muitas atividades, porém seu lar precisa estar preparado!

Durante essa fase acidentes em casa são os mais comuns e muitas vezes causam seqüelas por anos. Por isso, separamos alguns cuidados que se deve ter para evitar esses acidentes e ter uma casa segura.

 

  • SALA: Assim como a cama, o sofá também não deve ser muito alto e os móveis devem conter as quinas arredondadas. Além disso, nada de fios e tapetes pela casa, o ideal é ter um piso livre para ir e vir sem correr risco de tropeçar.
  • QUARTO: Opte por móveis com quinas arredondadas. A altura da cama não deve ser muito alta e nem muito baixa para que não precise forçar os joelhos. Quanto à iluminação do ambiente, o ideal é deixar o abajur perto da cama, sem perigo de andar no escuro e esbarrar em objetos!
  • COZINHA: Além dos armários com quinas arredondadas, é muito importante que o armário seja de uma altura que não haja necessidade de usar um banco para pegar as coisas. Tudo deve ter fácil acesso
  • BANHEIRO: Instale barras de apoio no chuveiro e vaso sanitário, além de ter um banco próprio para tomar banho. Para o piso, é recomendado que seja antiderrapante.

 

DICA EXTRA:

Escolha maçanetas tipo alavanca que são mais fáceis de abrir e fechar. Evite pisos de tacos, troque-os por pisos laminados que são mais seguros e não soltam do chão. Ilumine todos os lugares como corredores, escadas e área de serviço, evite tapetes,  e escadas apenas com corrimão e antiderrapante.

Pronto! Agora a sua casa está segura para idosos e preparada para essa nova fase!

 

Você sabe proteger sua casa e seus aparelhos domésticos de Raios?

Por Assessoria de Imprensa

O que você deve fazer dentro de casa.

  • Não tome banho durante as tempestades;
  • Evite ligar aparelhos e motores elétricos, para não queimar os equipamentos;
  • Evite usar o telefone fixo ou o celular enquanto esta carregando;
  • Desconecte das tomadas os aparelhos e eletrônicos tais como televisão, som, computadores, etc.
  • Permaneça dentro de sua casa até a tempestade terminar;
  • Desligue os fios de antenas dos aparelhos;

O que você deve fazer fora de casa.

  • Evite contato com cercas de arame, grades, tubos metálicos e qualquer objeto ou estrutura metálica;
  • Afaste-se dos seguintes locais: campos abertos pastos, campos de futebol, piscina, lagos, lagoas, praias, árvores isoladas, postes e locais elevados, nessas condições você se torna o pára- raios;

Cuidado com as cercas

  • As cercas conduzem o raio. Elas podem ser isoladas das edificações e aterradas nesses pontos.
    Em locais de circulação de pessoas e animais as cercas devem ser seccionadas e aterradas em intervalos regulares.
  • Essas recomendações aplicam-se também a varais longos e ou que estejam em contato com edificações.
    O aterramento sempre deverá ser feito utilizando-se hastes próprias para o mesmo.

Mito ou Verdade?

A sabedoria popular, nem sempre tão sábia, criou uma série de noções falsas que podem levar à tragédia:

  • Mito: Se não está chovendo não caem raios.
  • Verdade:  Os raios podem chegar ao solo a até 15 km de distância do local da chuva.
  • Mito: Sapatos com sola de borracha ou os pneus do automóvel evitam que uma pessoa seja atingida por um raio.
  • Verdade: A carroceria metálica do carro dá uma boa proteção a quem está em seu interior; sem tocar em partes metálicas, pois o raio percorrerá sua estrutura e se dissipará no solo.
    Mesmo que um raio atinja o carro é sempre mais seguro dentro do que fora dele.
  • Mito: As pessoas ficam carregadas de eletricidade quando são atingidas por um raio e não devem ser tocadas.Por conta desse mito, muitas pessoas morrem, pela demora na prestação de socorro.
  • Verdade: As vítimas de raios precisam de urgente atendimento médico, especialmente reanimação cardiorrespiratória.
  • Mito: Um raio nunca cai duas vezes no mesmo lugar.
  • Verdade: Se pego em espaço aberto, nunca deite no chão. Fique o mais baixo possível. Mantenha os pés juntos. Não adianta sentar na mochila nem usar qualquer outro tipo de isolamento. O ar é um isolante e se o raio atravessou quilômetros na atmosfera, não vai ser centímetros de borracha ou qualquer outra coisa que vai isolá-lo.Se estiver em um grupo de pessoas, espalhem-se. Existem várias posições que minimizam os riscos, aqui vão algumas delas.

Projeto férias de Verão.

Por Assessoria de Imprensa

As férias de Julho acabaram, mas os planos para as férias de final de ano já começaram, um deles é estar em boa forma para o Verão.

Porém no inverno, a vontade de ficar embaixo das cobertas e dormir um pouco mais domina muita gente. Junto com o clima frio, chega a preguiça e muitas vezes a gula. Por isso, a atividade física é indispensável nesta época do ano.

Dessa forma preparamos algumas dicas para te ajudar a espantar o desânimo e conquistar seus objetivos para o Verão.

 1 – Pule da cama enquanto é tempo: evite usar as funções soneca do seu celular e despertador. No inverno, a vontade de ficar um pouco mais na cama é mais tentadora e algumas pessoas acabam cedendo até chegar à conclusão de que já não dá mais tempo.

 2 – Aquecimento: Merece atenção redobrada, deve ser mais demorado para preparar o organismo e evitar possíveis lesões. No frio, os músculos se contraem para reter mais calor, dificultando a movimentação. Por isso, temos a impressão de fazer um grande esforço para realizar qualquer movimento e nos sentimos mais preguiçosos.

3 – Proteja-se: No inverno você transpira menos, isso evita que você fique molhado (a) de suor com uma corrida ou com outra atividade em que seja exigido um esforço mais intenso, mas não libera você de beber água com frequência normal e sair muito bem agasalhado.

4 – Distraia: Atividades em grupo ajudam a espantar a preguiça e aumentam a motivação. Ciclismo dança, corrida e jump são grandes aliados, por proporcionarem um excelente gasto calórico e aprimorarem o condicionamento físico.

5 – Pratique modalidades que goste mais: seja na academia, em casa ou no parque, essa é uma época em que, mais do que nunca, você deve praticar atividades que tenha mais afinidade. Evite atividades que possam te desanimar ou provocar alguma dor.

6 – Motivação:

Estudos comprovam que no frio o gasto calórico também é maior, por conta da aceleração do metabolismo para manter a temperatura corporal alta. Quando o organismo é submetido às baixas temperaturas, ele gasta mais energia para manter a temperatura corpórea estável, queima mais calorias para aumentar o seu próprio calor.

Sendo assim, quem pretende eliminar peso pode se beneficiar com as mudanças do corpo provocadas pela diminuição da temperatura, que pode potencializar os exercícios e aumentar seus efeitos

 

10 Dicas Fáceis Para Racionar Energia

Por Assessoria de Imprensa

10 Dicas Fáceis para Racionar Energia

Os baixos níveis nos reservatórios de hidrelétricas, somados a pouca frequência de chuvas no Estado do Rio de Janeiro, estão alarmando o governo e a população para um possível racionamento de energia. O racionamento se baseia em medidas preventivas que ajudam a reduzir os gastos de energia elétrica e evita, assim, apagões em diversas localidades do Estado.
Não sabe como proceder? Anote as 10 dicas fáceis e eficientes que separamos para te ajudar prevenir este tipo de situação:

  • Troque as lâmpadas incandescentes por fluorescentes, pois, além de durarem mais, elas gastam menos energia;
  • Máquina de lavar roupa e ferro de passar consomem bastante energia. Tente usá-los quando houver bastante roupa acumulada para realizar o trabalho de uma única vez;
  • Porcure manter sempre limpos os filtros do seu ar condicionado;
  • Utilize cores claras para pintar o interior dos cômodos em sua casa, pois assim, a luz será refletida mais facilmente e iluminará com mais facilidade o ambiente;
  • Em locais em que não há longa permanência de pessoas, instale sensores de presença embutidos em lâmpadas;
  • Apague a luz quando sair de algum cômodo que não tenha mais ninguém;
  • Não coloque alimentos quentes dentro da geladeira, pois ela terá que utilizar mais energia para resfriá-lo;
  • Não acenda a luz quando não for necessário;
  • Evite usar equipamentos de alto consumo, como ferro de passar roupa e chuveiro elétrico, nos horários de pico (entre 18h e 21h);
  • Organize os móveis da sua casa, de modo que mesas de leitura e locais que necessitam da luz por mais tempo fiquem próximos de janelas e portas.

Seguindo estas instruções, você ajudará a reduzir o risco de um apagão, além de estar colaborando para o bem estar de todos os moradores do Rio de Janeiro.

Dez dicas para dormir bem no calor

Por Assessoria de Imprensa

Dez dicas para dormir bem no calor

No verão, cumprir a meta de dormir oito horas por noite é uma tarefa mais difícil, ainda mais para dormir bem no calor. Além do desconforto provocado pelas altas temperaturas, os dias longos aumentam o período de exposição à luz solar — o que prejudica a secreção de melatonina, o hormônio que promove sonolência e é produzido apenas na escuridão. Conheça algumas dicas e orientações para garantir a qualidade do sono durante o verão.

Lençol de algodão, absorve melhor o suor

Boas opções como o algodão e o linho, são tecidos indicados para a roupa de cama, pois que absorvem o suor. Para complementar antes de vestir o pijama, vale tomar um banho com água morna – e não gelado – pois ajuda a controlar a temperatura e enfrentar o calor intenso.

Deixar o quarto ventilado ajuda a dormir bem no calor

Deixe a janela aberta, e se possível ligue o ventilador ou ar-condicionado é fundamental. Com a temperatura do quarto amena e corpo responde melhor na indução ao sono, assim fica mais fácil de dormir bem no calor.

Deixe o ar úmido

O verão costuma ter temperatura alta e ar úmido. Mas na estação também há dias sem chuva, que deixam o ar seco. Além disso, o ar-condicionado desumidifica o ambiente — quanto menor a temperatura, mais seco o ar. Se a umidade estiver baixa, é indicado usar umidificadores de ar ou espalhar bacias com água e toalhas úmidas no quarto.

Posição de Dormir

A escolha da posição de dormir bem no calor influencia a qualidade do sono. Segundo Ivan Okamoto, dormir de bruços é a pior forma possível, pois ela prejudica a respiração uma vez que o colchão comprime o peito e atrapalha a movimentação do pulmão. Além disso, causa problemas relacionados à postura e à coluna. “O melhor jeito é de lado, com a cabeça reta e uma almofada entre as pernas. Assim não há prejuízo à coluna ou à respiração.”

Maneirar no álcool

O álcool é um falso aliado do sono. Se por um lado provoca a sensação de sonolência, por outro prejudica a qualidade e a duração do descanso. O álcool deprime o sistema nervoso central, deixando a pessoa sonolenta. Mas é um sono sem qualidade e com despertar precoce Além disso, a substância induz o ronco.

Hidratar-se bem

Hidratar-se é importante o ano todo, mas no verão ainda mais – o corpo precisa repor o líquido perdido com a transpiração. Em média 1,5 litro de água por dia costuma ser suficiente. Complementando, é melhor tomar a água durante a manhã e a tarde pois se beber à noite, você terá vontade de ir ao banheiro enquanto dorme, o que vai prejudicar o sono.

Alimentação leve antes de dormir

Especialistas recomendam comer comidas leves, de preferência até duas horas antes de se deitar. O metabolismo à noite é mais lento e a posição horizontal desfavorece a digestão. É recomendado o consumo de frutas, iogurtes, alimentos integrais e carnes magras, como salmão e frango, sempre em pequenas porções.

Criar uma rotina

Dormir e acordar no mesmo horário ajuda o relógio biológico a entender quando é hora de ativar e desativar o metabolismo. “Nós não temos uma chave de ligar e desligar”, diz o neurologista Ivan Okamoto. “Por isso temos de diariamente fazer um ritual do sono — assim, o corpo sabe que deve descansar naquele horário.”

Evitar atividades estimulantes

Cerca de uma hora antes de ir dormir, é recomendável desligar aparelhos eletrônicos tais celular, tablete, televisão e o computador. A luz vinda desses aparelhos impede a produção de melatonina, hormônio responsável por induzir a sensação de sono. Ler pode ser uma boa ideia, desde que seja uma literatura leve e de preferência um texto curto pois acalma a mente.

Escurecer o quarto

A melatonina, hormônio responsável por promover a sensação de sono no organismo, só é produzida quando há ausência de luz. Por isso, o quarto deve estar totalmente escuro, com as luzes apagadas. Segundo Maurício Bagnato, neurologista, “Mesmo pouca quantidade de luz, como a de um rádio relógio, pode atrapalhar o sono”.

*Créditos: Ivan Okamoto, neurologista do Hospital Albert Einstein, Mauricio Bagnato, especialista em Medicina do Sono do Hospital Sírio-Libanês, Stella Tavares, neurofisiologista do Hospital Albert Einstein e Dalva Poyares, neurologista e coordenadora do Instituto do Sono

A dengue e os perigos no verão

Por Assessoria de Imprensa

Sol, calor e chuva. A combinação típica da época mais quente do ano representa um alerta para as autoridades e comunidade quanto aos perigos da dengue. Mais uma vez, é hora de intensificar os esforços no combate à proliferação do mosquito. A dengue é vencida com a ajuda de todos e enquanto as prefeituras promovem campanhas educativas e ações, como o fumacê nas ruas, você pode fazer a sua parte. Vamos lá?

Fique atento!

Os principais sintomas da dengue são: febre alta, dores de cabeça, dor atrás dos olhos, cansaço, náuseas e vômitos, moleza e dor no corpo. Ao ser observado o primeiro sintoma, é preciso buscar orientação médica no posto de saúde mais próximo. O tratamento da doença só deve ser feito sob orientação médica e o paciente precisa de repouso, beber muito líquido e só usar medicamentos prescritos.